quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Opalas Reeditados



Matéria extraída da http://revistaautoesporte.globo.com
Irmão do Décio
Opala SS 2009 foi inspirado na versão quatro portas de 1970 e hoje teria motor V8
Irmão do Décio
Primeiro Opala SS foi feito com quatro portas
Opala foi apresentado ao público brasileiro no Salão do Automóvel de 1968. A carroceria do modelo da General Motors foi inspirada no alemão Opel Rekord, mas com estilo e potência parecidas com a do americano Impala. Não demorou para o carro cair na graça dos brasileiros e se consagrar como um dos principais clássicos no país. 

Fabricado até 1992, o modelo esteve nas garagens de grandes executivos , além de se tornar viatura e até ambulância com a versão perua, a Caravan. Dezessete anos, após o fim de sua produção, o modelo ainda arranca suspiro de colecionadores e admiradores, como o designer Eduardo Oliveiro. Ele resolveu criar o Opala dos novos tempos usando de seu talento que já gerou muita polêmica. 

Irmão do Décio
Visual retrô e bastante linhas retas no Opala 2009. Rodas também são inspiradas no modelo da década de 1970
Irmão do Décio
Silhueta é quase que a mesma do modelo original
Seu trabalho circula por meio de seu blog Irmão do Décio. Ele chegou a ser impedido pela Volkswagen do Brasil a desenhar carros da marca, mas logo em seguida a montadora voltou atrás, alegando engano. 

”Fiz uma enquete entre as três fases do Opala e com 42% de votos, o modelo de 1969 foi escolhido”, explica Eduardo. Segundo ele, não houve uma inspiração em nenhum modelo determinado, mas seguiu o padrão dos novos sedãs, com bastante linhas retas. ”Não utilizei a grade atual da Chevrolet, pois trata-se de uma releitura do primeiro Opala. O farol com a parte de cima escondida é para dar um ar mais sinistro”, explica. Ele ainda completa: Opala que é Opala tem que impor respeito”. 

Irmão do Décio
Novo porta-malas tem tampa que se estende até o para-choque
De acordo com o designer, a parte mais difícil de executar foi a traseira, que aliou visual retrô e abertura maior do porta-malas, diferente do modelo original. “Agora ele abre até o para-choque. No modelo original, a tampa vai até as lanternas”, explica. Com isso, a tampa do tanque de combustível teve que passar para a lateral, em vez de se posicionar atrás da placa. Ainda em enquete no blog, o motor vencedor para equipar o Opala 2009 foi um GMV8. “Embora eu ache mais provável um V6 do Captiva ou um 2.5 Ecotec”, brinca Eduardo. “Sobrou tempo para fazer um SS quatro portas, como o pioneiro de 1970”, finaliza o designer.
 
Reprodução Internet
Modelo de 1969 serviu de inspiração para o designer Eduardo Oliveira

Nenhum comentário: